quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Aromaterapia ajuda a tratar vários problemas de saúde

Técnica deve ser usada com auxílio de profissionais especializados e consentimento do seu médico.

A aromaterapia é uma técnica que permite o tratamento de vários problemas de saúde, entre eles desequilíbrios físicos, emocionais ou mentais. A técnica, ainda pouco conhecida do grande público, também serve como complemento a outros tipos de tratamento, neste caso proporcionando a recuperação do paciente de forma mais rápida.
De acordo com a docente da área de saúde e bem-estar do Senac Guaratinguetá, Cristiane Barbosa Francelino Coura, essa técnica trabalha o corpo da pessoa como um todo, ou seja, com uma visão holística, e de forma natural, por meio do uso de óleos essenciais.
Segundo a especialista, ao serem aplicados sobre a pele ou inalados, esses óleos agem na restauração de energias curativas, equilibrando mente, corpo e espírito.
A ação dos óleos acontece graças a substâncias naturais que penetram na corrente sanguínea, enviando uma mensagem ao chamado sistema límbico, parte do sistema nervoso que é responsável por controlar as emoções.
Quando o óleo chega ao seu destino, o metabolismo é ativado e isso acaba transformando positivamente os sentimentos do paciente, que tem as funções orgânicas do corpo reguladas.
A produtora de comerciais de televisão Rita de Cássia Lemos, de São Paulo (SP), é adepta há pelo menos 20 anos e afirma que foi curada de uma grave enfermidade nos rins com o auxílio da técnica.
Na época, ela precisou retirar um rim e foi condenada a viver com dificuldades, em função da doença. As dores constantes levaram a produtora a procurar a ajuda nas terapias alternativas, até que encontrou a #Aromaterapia. “Eu usava desde lavanda até óleos essenciais diuréticos e, depois disso, comecei a ficar bem”, relembra.

Como funciona

Os óleos essenciais são substâncias concentradas, extraídas de várias partes das plantas, como folhas, flores, sementes, raízes, frutos e até mesmo a madeira dos troncos.
Segundo a docente do Senac, é preciso ter muito cuidado com a procedência dos óleos, ao recorrer a esse tipo de terapia. É importante que o material usado não seja substituído por essências que, ao contrário dos óleos, são sintéticas.
A professora recomenda que, antes de começar a usar a técnica, a pessoa procure um clínico geral e peça indicação para o uso da aromaterapia.
Isso é necessário porque alguns óleos que são contraindicados para gestantes, crianças menores de cinco anos e hipertensos, diabéticos e portadores de algumas doenças respiratórias.
“Quem deseja receber a terapia, deve procurar um aromaterapeuta que inicialmente fará uma ficha de avaliação para identificar a necessidade do cliente. Agora, para quem se identifica com a técnica, procurar um curso básico inicial e depois concluir um mais avançado é um ótimo caminho”, explica.
A terapeuta holística Aline Pastori ressalta que o método vem sendo utilizado como tratamento auxiliar para dores no corpo por excesso de trabalho e em distúrbios como insônia, frigidez, desequilíbrios emocionais, TPM, dores de cabeça, insegurança, ansiedade etc.
Veja a seguir as aplicações mais utilizadas da aromaterapia, conforme orienta a docente do Senac:
Uso externo – aplicação do óleo essencial diretamente na pele (diluído ou não) para tratar lesões superficiais ou problemas dermatológicos;
Uso interno – ingestão, através de condimentos ou ervas aromáticas na alimentação;
Massagem e banhos - inalação no banho, através do vapor, ou aplicação na esponja, junto com o sabonete líquido. Na massagem, a absorção ocorre pela pele.
Difusão no ar - pode-se usar incensos ou difusores para que os óleos sejam captados pela sensibilidade do olfato estimulando o funcionamento do sistema límbico e, equilibrando as emoções.
Propriedades de alguns óleos essenciais indicados por Aline Pastori
Limão – adstringente, antisséptico, depurativo, diurético, ajuda a tratar a gripe
Lavanda – analgésico, atua no controle da irritabilidade, da insônia; ajuda a afastar o medo e insatisfação pessoal
Laranja doce – antidepressivo, digestivo, atua contra a prisão de ventre, gastrite emocional e auxilia na drenagem linfática #bem estar #óleo essencial

Matéria publicada no site: http://br.blastingnews.com/

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário